Seja Bem vindo,

Entrar  \/ 
x
x

Facebook

Educação

Você já se perguntou o porquê da esquerda marxista ter emparedado e fuzilado dezenas de milhões por todo planeta?

Postado por em em Educação

b2ap3_thumbnail_Editorial.jpg

Desde o tempo que eu era petista, me enojava a frieza com que os esquerdistas tratavam a morte. Se fosse a morte de um dos seus, colocava-se o defunto nas costas e saia-se desfilando em praça pública numa busca desesperada por um foco de câmera, mas se fosse um policial, estudante, chefe de família, por exemplo, o silêncio fúnebre imperava e a preocupação com o direito do humano bandido era imediata. Fui testemunha ocular de defesas implacáveis de assassinos, estupradores, traficantes e paradoxalmente testemunhei a obstinação petulante em fazer de genocidas históricos como Che Guevara, Lenin, Stalin, Mao Tse Thung... um novo Cristo do mundo socialista.

O fato é que o tempo passou. Estudei, me graduei, publiquei livros, fiz pós-graduação, conclui o mestrado e agora como aluno especial, navego pelos mares do doutorado, onde finalmente encontrei a resposta do por que da esquerda marxista ter emparedado e  fuzilado gratuitamente dezenas de milhões de inocentes por todo mundo.

O dramaturgo e poeta alemão Bertolt Brecht (1898-1956), muito conhecido pela esquerda por meio do seu poema clássico “o analfabeto político”, publicou também outros poemas exaustivamente explorados por marxistas. No entanto, há outros clássicos famosíssimos de Brecht na Europa e Estados Unidos, mas curiosamente desconhecidos nas escolas marxistas/freirianas do Brasil.

Num desses poemas, Brecht nos provoca a pensar como seria o julgamento de um “homem bom” por uma corte de “juízes comunistas”, data venia a ideologia marxista enraizada na mentalidade do juiz com poder de julgar.  Detalhe, o julgado é um homem justo, fiel, de palavra, honesto, despossuído de interesses pessoais, sábio, cheio de bons amigos, mas seu único crime é ser um simples conservador, não é um marxista, ele nem se quer é filiado ao partido comunista.  Pasmem com a sentença dos juízes segundo as palavras de Bertolt Brecht:

...
Continuar lendo
Acessos: 951 Comentários
0

Paulo Freire: o “Assassino” da Educação Brasileira

Postado por em em Educação

b2ap3_thumbnail_2---Educao---Paulo-Freire.jpg

Paulo Freire é considerado o patrono da Educação brasileira. Isso porque, desenvolveu uma teoria educacional que foi amplamente defendida por políticos de esquerda e enfiada goela abaixo nas escolas de norte a sul do Brasil. O educador está tão enraizado no imaginário popular, que em paredes de muitas escolas acha-se uma frase “bonitinha” sua, assim como nas aberturas de reuniões pedagógicas, dentre várias outras situações. Qualquer professor que sonha em passar num concurso federal, estadual, ou até nos menores municípios, é obrigado engoli-lo assim como todos os pensadores que gravitam em sua órbita como Caio Prado Júnior, Nelson Werneck Sodré, Sérgio Buarque de Hollanda, Florestan Fernandes, Darcy Ribeiro, Maria Yedda Linhares e por aí vai.  

Hoje é sabido que uma das principais manobras da política dos esquerdistas é construir mitos, e mantê-los como intocáveis ou como divindades absolutas de todas as verdades, mas o fato inconteste é que depois de três longas décadas manducando os discursos freireanos, o Brasil tornou-se em larga distância, o exemplo máximo no planeta em atraso educacional, e quem garante isso é o próprio ranking do Pisa – Programa Internacional de Avaliação de Alunos que coloca o Brasil nas últimas colocações dos 70 países avaliados.

Para entender os números deste retrocesso estatisticamente comprovado com a pedagogia mitológica de Paulo Freire, basta lembrar que o pedagogo era adepto da teoria marxista e desenvolveu a aplicabilidade da “luta de classe” por meio da sua obra: “Pedagogia da Libertação”.

Por este caminho pedagógico a ideia de Karl Marx chegaria ao ambiente escolar, fazendo dos menos favorecidos, ativistas políticos, e não mais membros de uma educação despossuída de ideologias e partidarismo.  Na prática, nada menos do que a já conhecida doutrinação marxista nas escolas e universidades, que em vez de formar cidadãos e profissionais para o crescimento do país, forma soldados dispostos a defender com unhas e dentes o marxismo no meio acadêmico.

...
Continuar lendo
Acessos: 1920 Comentários

Prefeito Gersinho conquistou importantes avanços na área da educação em seu primeiro ano de Governo

Postado por em em Educação

b2ap3_thumbnail_Educao-1.jpg

Implantando um novo olhar para a Educação, pautado no diálogo com todos os setores, o prefeito Gersinho Romero e a Secretária da pasta, Shirley Santos, conquistaram grandes avanços tanto para os servidores públicos quanto para os alunos da rede municipal no ano de 2017.

Uma das principais conquistas da atual administração foi a abertura de 950 novas matrículas nas creches, através da reorganização dos espaços para atendimento, contratação de profissionais, abertura de sete novas turmas de Mini Grupo II nas escolas Municipais EMEMI’s Antônio Furlanetto, Alcides Agustinelli, Ida Staboli, Alfeu de Marco, Roberto Schiavo e Vovó Arminda e três novas salas de Mini I nas EMEMI’s Ida Staboli, Martha Aranha Dell Porto e Zilton Bicudo.

“Estamos buscando iniciativas que representem a garantia do atendimento na creche ao maior número de crianças possível. Através do 'Projeto Creche – Um atendimento necessário’, criado no final de 2017, temos como objetivo reduzir a fila de espera em 80%, efetivandoe dando mais qualidade à educação que é oferecida”, destacou a Secretária, que explicou ainda que o atendimento para as crianças de 0 a 3 anos será de no mínimo 7 horas para a jornada integral, em dois períodos diários, e no máximo 10 horas, respeitando a necessidade que toda criança tem de convívio familiar, criando laços que são fundamentais para a formação de seu caráter.

Novos projetos, voltados para alunos, professores e para toda a comunidade escolar também foram desenvolvidos, como o Outubro Pedagógico, o Projeto Presença e a Semana do Brincar, que contaram com diversas atividades, palestras, oficinas e capacitações.

...
Continuar lendo
Acessos: 298 Comentários
0

Escola Estadual Walther Weiszflog doa agasalhos arrecadados ao Fundo Social

Postado por em em Educação

b2ap3_thumbnail_Educao---Walter.jpg

A Escola Estadual Walther Weiszflog aderiu à Campanha do Agasalho 2017 e obteve muito sucesso, arrecadando um grande número de peças, que foram entregues ao Fundo Social, presidido pela primeira-dama, Mara Romero, que será o responsável por dar continuidade ao projeto, encaminhando os agasalhos arrecadados para doação.

A presidente Mara Romero, agradeceu imensamente a diretora da escola Ana Maria e a vice-diretora Maria José Siqueira, pela iniciativa da implantação do projeto e pelo empenho de todos os alunos envolvidos.

Acessos: 1236 Comentários
0

AUTISMO, ESCOLA E FAMÍLIA: CAMINHOS E DESCAMINHOS DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA.

b2ap3_thumbnail_Prof.-Dr.-Rmulo-Prof.-Ms.-Nilce--3.jpg

Conta uma história que ter um filho especial seria, em um primeiro momento, como uma viagem que foi planejada para um determinado lugar e, ao desembarcar, percebe-se que não se está no destino esperado.

O autismo é classificado por especialistas como um transtorno de desenvolvimento que geralmente aparece nos três primeiros anos de vida e compromete habilidades de comunicação e interação social. As mães e os pais ficam em estado de choque, porque ao ter um filho com autismo a família se intriga e se angustia pois a pessoa com autismo, tem uma aparência geralmente harmoniosa, porém, ao mesmo tempo apresenta um perfil irregular de desenvolvimento, algumas áreas tem bom funcionamento, enquanto outras se encontram comprometidas. Contudo, passado algum tempo, na maioria dos casos, surge à decisão de acolher o filho, tentar compreendê-lo e buscar ajuda de profissionais. Então tem início outra fase da saga familiar.

Quando relatam aos profissionais que a criança está diferente da maioria como a demora em começar a falar, em geral ouvem que o desenvolvimento varia muito de criança para criança. Este tipo de atitude pode retardar o início do tratamento. Em geral, um médico, um foniatra ou outro profissional igualmente capacitado, pode por volta dos 03 anos identificar que o fato da criança não falar, de brincar de maneira repetitiva e obsessiva faz parte do comportamento da pessoa com autismo.

Oficialmente, o autismo é chamado, desde o ano de 2013, de Transtorno do Espectro Autista (TEA), que é um distúrbio global e precoce do desenvolvimento. Há diferentes níveis de comprometimento. A pessoa afetada pelo TEA tem alteradas as capacidades de interação com o meio, por afetar três áreas importantes do desenvolvimento de que são a comunicação, a socialização e o comportamento.

...
Continuar lendo
Acessos: 4152 Comentários
Top

Central de Atendimento

atendimento.fw

Site seguro

safe-browsing

Redes Sociais

  • Facebook: EditoraMulticultural
  • Twitter: emulticultural
  • YouTube: channel/UC_7kEnE7YslQeJ9N93BViRg

As imagens publicadas neste site são meramente ilustrativas. Preços e condições exclusivos para o site www.editoramulticultural.com.br, podendo sofrer alterações sem prévia notificação. Rua João Rosolen, 125 Vila Rosina - Caieiras/SP - Telefones (11) 4605 6401 - (11) 9 7404-0640 (Marcelo) - (11) 9 7566-0844( Quitéria)

}